Município de Aljustrel - Terra Viva

Iniciativas

Vídeo Promocional - Aljustrel, Terra VivaPrograma Aljustrel JovemAgenda 21Ambiente - Eco AljustrelViniculturaCPCJAJulgado de PazConselho SolidárioLinha VerdePatrimónio MineiroJornal Aljustrel Terra Viva

Animação do Pátio

21 de julho

Ler Artigo

Grupo Terrakota aquece noite aljustrelense com explosão de ritmos

Animação do Pátio

Animação do Pátio

A música regressa, no próximo dia 21 de julho, às 22 horas, ao pátio das Oficinas de Formação e Animação Cultural, com a atuação do grupo Terrakota.

 A banda de música portuguesa, Terrakota, traz a este espaço um espetáculo com sonoridades diversificadas de África, das Caraíbas, Índias e Oriente, numa grande fusão de ritmos e estilos que vão do reggae, aos sons do sahel, da música mandinga, wassolou, chimurenga sound, afro-cubanos ou soukous, e com uma grande variedade de instrumentos, provenientes dos vários pontos do globo - desde as congas ao djambé ou didjeridoo, além dos habituais baixo, guitarra e bateria.

 O Terrakota nasceu em 1999, depois de uma viagem de três elementos do grupo à África Ocidental, mais propriamente ao Burkina Faso, onde se inspiraram nas pessoas, nas casas, na terra e na cor vibrante da terracota. Desde então tem viajado pelo mundo. Entre atuações ao vivo nos mais importantes palcos de world music, o grupo vai pesquisando e buscando inspiração às mais variadas fontes musicais.

 Conforme afirma: “a sua música une povos, línguas e culturas e canta pelo reconhecimento da universalidade da natureza humana”. Com uma linguagem musical muito própria, pan-africana e transatlântica, que apelidam de rootworldkota, o grupo apresenta um “estilo que busca a fusão multiétnico, que suprime fronteiras, e materializa nos seus espetáculos uma forte consciência política”.

 O grupo já editou sete álbuns, inspirados pelas viagens que fizeram a África, mas também à Índia, ao mesmo tempo que absorvem influências latino-americanas.

Em 2016, foi lançado o álbum “Oxalá” – palavra carregada de significado -, que abraça mais as raízes portuguesas e com uma influência mais rock, mas mantendo África como fonte principal. O álbum conta com a participação de convidados especiais de vários pontos do mundo, que enriquecem a música, nomeadamente o português Vitorino, o rap francês Florian Doucet ou  o cantor indiano Mahesh Vinayakram, entre outros. 

 Nomeado para os prémios Songlines Music Awards- Categoria Best Group (2011) e MTV Music Awards Portugal – Categoria melhor Vídeo com “É verdade” (2008), o grupo tem percorrido o mundo, em concertos ao vivo, chamando a atenção para o estado crítico em que as sociedades humanas e o planeta se encontram, com uma mensagem consciente de que a banda não abdica.

 É esta mensagem e esta explosão de ritmos que, os nove elementos, que compõem o Terrakota, vêm apresentar, nessa sexta-feira à noite, no âmbito da ”Animação do Pátio” do espaço Oficinas, em Aljustrel. Um espetáculo cofinanciado pelo Alentejo2020- Programa Operacional Regional do Alentejo, Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER”, seguramente a não perder!