Município de Aljustrel - Terra Viva

Iniciativas

Vídeo Promocional - Aljustrel, Terra VivaPrograma Aljustrel JovemAgenda 21Ambiente - Eco AljustrelViniculturaCPCJAJulgado de PazConselho SolidárioLinha VerdeUnidade Móvel de SaúdePatrimónio MineiroJornal Aljustrel Terra VivaGEO_FPIIFRRU

Cine Oriental

09 de janeiro

Ler Artigo

Mafalda Veiga, João Pedro Pais e Moonspell sobem ao palco nos próximos meses em Aljustrel

Cine Oriental

Cine Oriental

Neste primeiro trimestre, o Cine Oriental vai receber artistas de renome nacional e internacional. Mafalda Veiga será a primeira a pisar o palco, no dia 26 de janeiro, às 21h30, para apresentar o espetáculo “Crónicas da intimidade de uma guitarra azul”.

Desde os primeiros tempos do seu grande sucesso “Pássaros do Sul”, Mafalda Veiga escritora de canções, tem vindo a cantar, estabelecendo com o seu público uma relação única no panorama musical português. “Crónicas da intimidade de uma guitarra azul” é sem dúvida o mais ousado e irreverente, na intimidade revelada das canções. Construído a partir da voz, das guitarras, de pequenos teclados ou de qualquer partícula de som capaz de se tornar música, tudo convoca para o momento criativo, esse momento de descoberta e de recusa da solidão.

 Em fevereiro, no dia 17, às 21h30, o Cine Oriental recebe João Pedro Pais. Com uma carreira artística de duas décadas, centenas de concertos e cerca de 420 mil discos vendidos, João Pedro Pais é hoje um dos artistas mais acarinhados pelo público português. Autor dos emblemáticos temas “Ninguém (é de ninguém)” e “Louco (por ti)”, a consagração de João Pedro Pais é reforçada a cada ano que passa. Para o seu sucesso o cantor tem recorrido à participação de grandes músicos da cena internacional e nacional, Keith Scott nas guitarras (Bryan Adams, entre outros), Ian Thomas na bateria (Seal, Sting, Eric Clapton, entre outros), Luis Jardim no baixo, Rui Almeida no hammond e teclas, e o Quarteto de Cordas Atlântico. O seu concerto acústico e intimista “Improviso” esgotou salas de teatro nacionais e, em 2016, a tour “Identidade” percorreu o país com espetáculos em recintos sempre esgotados. Os espetáculos de 2018 vão marcar os 20 anos da sua carreira.

 No dia 9 de março, também às 21h30, são os Moonspell a animar o Cine Oriental, com o concerto MOONSPELL * 1755. Os doze discos de originais; tournées e concertos que reuniram milhares de fans por toda a Europa, Ásia, América e África; um prémio MTV; um disco de ouro e três de prata; milhões de visualizações no YouTube e de streams no Spotify e Itunes resumem, em números redondos, os 25 anos de carreira dos Moonspell.

Porém, nestas duas décadas os Moonspell fizeram mais que isso. Assumiram-se perante o público e a crítica com uma das forças motrizes mais respeitadas do Metal Gótico mundial, tornando-se na banda portuguesa mais internacional de sempre.

1755 é o novo disco dos Moonspell, cantado em português, acerca do grande terramoto de Lisboa. Uma reflexão poética, musical e filosófica da banda sobre o evento de 1 de novembro de 1755, em Lisboa, e as suas repercussões no mundo civilizado. Musicalmente, 1755 é um disco de raiz Metal, com riffs vibrantes, orquestrações épicas e vozes e letras que testemunham a agonia daquele dia.

Uma apresentação ao vivo a não perder, “nesta fase nova da banda, cantando na sua língua num disco a todos os títulos histórico, único e emocionante”, conforme afirma.

Os bilhetes para assistir aos três espetáculos já podem ser adquiridos como sempre na Bilheteira Online, http://www.bilheteiraonline.pt/Comprar/Pesquisa?q=aljustrel), na receção das Oficinas de Formação e Animação Cultural, em dias de atividades na bilheteira do Cine Oriental, ou no próprio dia do espetáculo.

Estes espetáculos são cofinanciados pelo Alentejo2020- Programa Operacional Regional do Alentejo, Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER”.