Município de Aljustrel - Terra Viva

Iniciativas

Vídeo Promocional - Aljustrel, Terra VivaGabinete Apoio ao EmigranteAgenda 21Ambiente - Eco AljustrelViniculturaCPCJAJulgado de PazConselho SolidárioPrograma Aljustrel JovemUnidade Móvel de SaúdePatrimónio MineiroGEO_FPIIFRRULinha Verde

Exposição de pintura

29 de março

Ler Artigo

As paredes que falam de Pedro Pires, no espaço Oficinas

Exposição de pintura

Exposição de pintura

As Oficinas de Formação e Animação Cultural inauguram, no dia 29 de março, às 18 horas, em colaboração com o MAC - Movimento de Arte Contemporânea, a exposição individual de pintura “As paredes que falam”, de Pedro Pires.

 Pedro Pires nasceu em 1977, em Almada. Frequentou o Colégio Militar onde foi aluno do escultor José João Brito que o despertou para a arte. Autodidata, a pintura aparece como um equilíbrio necessário à sua atividade profissional de farmacêutico.

 Segundo Álvaro Lobato Faria, diretor artístico do MAC: “Apesar de ter iniciado a sua carreira de pintor há relativamente pouco tempo, Pedro Pires poderá ocupar uma posição positiva dentro da pintura contemporânea portuguesa. Tal posição advém-lhe primeiro do temperamento artístico de que é dotado, mas também da fonte onde vai beber a sua inspiração, a pintora Teresa Mendonça e à sua mestria do gesto, da cor, dos jogos de transparências onde nos revela outros espaços, outros mundos….A sua linguagem plástica é marcada por um jogo de alusões, fragmentações, ocultações e associações sem nexo aparente, que apelam à experiência existencial do observador, arrastando-o para desafios que deseja enfrentar, como se fizesse parte desse mundo ali proposto….A série de telas que constituem esta exposição, diversas na feitura mas unas na conceção, confirmam expressivamente o talento, o bom gosto e a vontade de alcançar um lugar na arte contemporânea de quem as realizou”.

 O título da exposição “As paredes que falam” remete-nos para o mundo da poesia, outra paixão de Pedro Pires, que muito em breve irá lançar um livro de poemas da sua autoria.

 A exposição vai estar patente ao público até ao dia 20 de abril. Como habitualmente, visitas guiadas podem ser realizadas, para o público escolar e em geral, às quartas-feiras, mediante marcação prévia.

 

Foto: Mar da Noite (pormenor) 100x150